Livros › 09/12/2016

Ascensão para a verdade (Itatiaia, 1958 e 1999)

Ascensão para a Verdade foi escrito por ocasião do aniversário de nove anos de Thomas Merton na Ordem Cisterciense, e é considerada a obra mais importante da sua pena até hoje. Tanto pelo pensamento como pela expressão, ele representa o seu maior passo a frente na produção literária e é também o esforço mais sério que o Autor já empreendeu. “A verdade de que o homem precisa é… Deus mesmo”, diz-nos ele no começo deste livro. A Ascensão para a Verdade é, portanto, uma caminhada para o mais alto cume no conhecimento da verdade suprema. “Toda filosofia, diz o autor, aspira a entrar na nuvem que rodeia o cume da montanha, onde o homem pode esperar o encontro com o Deus vivo”.

Mostrando que o caminho para a verdade passa pela contemplação, Merton apresenta uma brilhante exposição das doutrinas de João da Cruz, o teólogo Carmelita do século XVI.

A vida contemplativa é simbolizada pela “noite escura da alma”, que Moisés experimentou no monte Sinai em suas 3 visões de Deus como fogo, nuvem e escuridão. “o paradoxo da contemplação, diz Merton, é que Deus só é conhecido quando é também amado… E por não ter o amor, que o homem moderno é incapaz de ver a única Verdade que importa”.

Os leitores encontrarão nas páginas da Ascensão para a Verdade, uma fonte de inspiração e de alimento espiritual. Eles concluirão que, fazendo a viagem para a verdade, não poderiam ter melhor guia e companheiro, assim simpático e plenamente consciente dos problemas espirituais do homem moderno, do que Thomas Merton.

Ainda pode ser encontrado em sebos.

Para comprar pela Estante Virtual, clique aqui!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.